Nova York ou Nova Iorque?

Escrever em português nomes de locais originalmente em língua estrangeira deve obedecer ao bom senso. Afinal, ninguém chama a capital argentina de “Bons Ares” ou o centro financeiro do ocidente de “Rua do Muro”. Falaremos sempre de “Buenos Aires” e “Wall Street”.

PORTUGUÊS 12-30

Por outro lado, muitas localidades têm seus nomes adaptados à língua portuguesa. Por isso, ninguém vai dizer que quer visitar “London”, mas “Londres”. Formas consagradas pelo uso e a história merecem nosso respeito.

Há casos, porém, em que vemos mais de uma forma sendo usada, como ocorre com a cidade e o estado norte-americano de New York: “Nova Iorque” e “Nova York”. Mas qual a forma correta?

As duas grafias estão corretas e são amplamente usadas em língua portuguesa. A escolha de uma ou de outra, portanto, depende unicamente de estilo. No caso de publicações e instituições, elas podem (e devem) estabelecer claramente o uso predileto.

Como indivíduos e instituições, no entanto, é sempre importante ser consistente com nossa escolha da grafia. Por exemplo, não pega bem usar “Nova Iorque” no primeiro parágrafo do seu texto, e lançar um “Nova York” no último! Ou, ainda pior, como já li em um livro traduzido do inglês, trocar completamente as bolas e falar do jornal “The Nova Iorque Times”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s