Aterrissar e aterrizar

"Aterrisar" jamais!

“Aterrisar” jamais!

É mais comum ouvirmos o verbo aterrizar (com z). Pilotos de avião brasieliros geralmente falam assim e está correto.

Há outra possibilidade, no entanto: aterrissar (com ss).

Anúncios

Palavras têm história

Palavras também têm história. Em alguns casos, ela é bem recente.

telefonePara muitos de nós, por exemplo, é fácil entender por que ainda usamos o verbo “discar” no sentido de ligar para um número telefônico, mesmo que há muito tempo já não façamos movimentos circulares com o dedo no telefone.

O estudo da história das palavras, sua origem e evolução, é chamado de etimologia.

Anti: com ou sem hífen?

Saiba como o usar o prefixo de acordo com o Novo Acordo Ortográfico

Com hífen

O prefixo anti é seguido de hífen apenas quando a segunda parte da palavra começar com as letras h ou i. Veja estes exemplos:

  • anti-herói;
  • anti-higiênico;
  • anti-histamínico;
  • anti-imigração;
  • anti-inflamatório;
  • anti-intelectualismo;
  • anti-islâmico.
Cremes anti-idade milagrosos também têm hífen!

Até cremes anti-idade milagrosos têm hífen!

Sem hífen

Quando a segunda parte da palavra é iniciada por quaisquer outras letras, não há o uso de hífen, como nestes exemplos: Continuar lendo

Ao encontro de, de encontro a

As duas expressões têm significados opostos. Entenda como usá-las. Ou mesmo se deve usá-las!

30SEGUNDOS.ORG

Ao encontro de” significa “ser favorável a” ou “estar em harmonia com”. Da mesma forma que uma pessoa vai ao encontro de outra, ideias e ações também. Nesse caso, usamos “ao encontro de” para expressar concordância ou harmonia:

  • Minha opinião vai ao encontro do que ela escreveu.
  • O projeto é muito bem-vindo! Ele vem ao encontro de nossos planos.

Já “de encontro a” tem o sentido de oposição ou divergência:

  • Eu não concordo! Isso vem de encontro a tudo em que acredito.
  • As pedalas fiscais vêm de encontro à Lei de Responsabilidade Fiscal.

ao encontro

Achou difícil? Realmente é. Na dúvida, não use e diga de outra forma. Não esqueça que a elegância está na clareza e não no palavreado pomposo.

 

Manifesto ou manifestação?

Imagem: Renato Ribeiro Silva/Futura Press .

Imagem: Renato Ribeiro Silva/Futura Press.

A palavra “manifesto” tem sido usada erroneamente como sinônimo de “manifestação” ou “protesto”. Comecei a ouvir isso em conversas informais durante os meses de junho e julho de 2013, quando o mesmo erro apareceu também na boca de repórteres locais.

Ontem, durante os protestos a favor do impeachment da presidente Dilma, não foi diferente. Ouvi uma repórter da Record News falando ao vivo sobre os “manifestos” em todo o país. Olhando as notícias hoje, vejo que diversos veículos menores de imprensa estão usando o termo em artigos. Veja estes exemplos: Continuar lendo