20 Posts Mais Populares em 2016

No ar desde fevereiro de 2016, nosso blog Português em 30 segundos publicou 59 posts e recebeu 3.269 visitantes nesse período.

pexels-photo-1

Estes foram os 20 posts mais lidos em 2016:

20. Entitulado ou intitulado?

19. Mesóclise presidencial?

18. Ex-tudo

17. Dica de revisão #1: saia do modo zumbi

16. Paraolimpíadas ou paralimpíadas?

15. A favor da crase!

14. Senão, se não

13. Atenciosamente. SQN

12. Onde, aonde

11. 1,2 milhão ou 1,2 milhões?

10. A nível de, em nível de

Continuar lendo

Anúncios

Mesóclise presidencial

Procurando um presente bacana para o Natal? Eis uma divertida sugestão de caneca da Tupininomics:

caneca

A frase é uma brincadeira com a declaração atribuída ao ex-presidente Jânio Quadros. Indagado sobre seu consumo de bebidas menos inocentes do que o café, teria dito “Bebo porque é líquido, se fosse sólido comê-lo-ia.” Folclore ou não, a frase combina com o estilo de Jânio, cuja fala era sempre empolada e recheada de mesóclises.

Ainda que bem menos formal do que Jânio, o atual presidente Michel Temer também é adepto da mesóclise, um recurso cada vez mais raro no português. Já em seu primeiro discurso como presidente interino, Temer disparou um “sê-lo-ia“.

Neste vídeo, a professora Taís Nicoleti explica colocação pronominal e fala sobre a mesóclise de Temer:

“Me poupe”

me-poupe

Me poupe” não deve ser a afirmação mais concatenada que existe, mas sua popularidade em comentários e publicações na internet é indiscutível. O verbo poupar nesse caso tem o sentido de “não molestar, não ofender“. Precisamos alertar, no entanto, para a feiura resultante de escrever me polpe (veja exemplos aqui). A não ser que você esteja criando um novo verbo a partir do substantivo polpa.

Inferno da Crase

Inferno é o terceiro filme da franquia O Código Da Vinci, baseado na obra de Dan Brown, com estreia no próximo dia 13 de outubro. Este trailler legendado oferece um inusitado uso da crase. Assista e veja se você consegue notar o erro:

Achou?

O texto no vídeo diz:

  • O Código Da Vinci [e] Anjos e Demônios nos levaram à isso.

Nunca ocorre crase antes de isso. Jamais.

A frase correta, portanto, seria assim:

  • O Código Da Vinci [e] Anjos e Demônios nos levaram a isso.

Lembre que crase é a junção da preposição a (similar a para ou até) e o artigo a. Na frase correta acima, estamos usando a preposição apenas. Obviamente, nunca ocorre artigo feminino com isso. Aliás, nem o masculino! Ou alguém fala o isso?

Não lembrava de ter visto esse erro antes de assistir o trailler da Sony Pictures, mas o Google revela que muita gente sim escreve à isso. Alguém criou uma praga.

Há tempos

tempoO verbo haver é muito utilizado para referir a um período de tempo passado, transcorrido. Por exemplo:

  • Trabalho cinco anos com recrutamento e seleção.

As versões abaixo estão erradas:

  • Trabalho a cinco anos com recrutamento e seleção.
  • Trabalho à cinco anos com recrutamento e seleção.

Veja estes outros exemplos com haver:

  • Ela esteve aqui uns 15 minutos;
  • muito que não jogo futebol;
  • Isso acontece séculos.