Mesóclise presidencial

Procurando um presente bacana para o Natal? Eis uma divertida sugestão de caneca da Tupininomics:

caneca

A frase é uma brincadeira com a declaração atribuída ao ex-presidente Jânio Quadros. Indagado sobre seu consumo de bebidas menos inocentes do que o café, teria dito “Bebo porque é líquido, se fosse sólido comê-lo-ia.” Folclore ou não, a frase combina com o estilo de Jânio, cuja fala era sempre empolada e recheada de mesóclises.

Ainda que bem menos formal do que Jânio, o atual presidente Michel Temer também é adepto da mesóclise, um recurso cada vez mais raro no português. Já em seu primeiro discurso como presidente interino, Temer disparou um “sê-lo-ia“.

Neste vídeo, a professora Taís Nicoleti explica colocação pronominal e fala sobre a mesóclise de Temer:

Anúncios